Sempre que falamos em bordado, imaginamos coisas bonitas, leves e fofas, quase sempre remetendo ao universo feminino. Mas hoje, queremos mostrar a você o outro lado dessa arte, muito criativo, porém, impactante: uma expressão do verdadeiro trabalho feminino.


A artista inglesa Eliza Bennett utiliza linha e agulha para, literalmente, bordar na pele as marcas que o trabalho caseiro rende às mulheres do lar, sempre julgadas por ter uma rotina fácil e mãos lisinhas. Acontece que todas as mulheres - donas de casa ou que trabalham fora, mas ainda assim, dão conta de todo o trabalho doméstico - sabem muito bem de seus calos e marcas por trás de uma casa limpa e organizada.


Você pode ter um pouco de aflição, mas é impossível não admirar:


 


karsten-bordado


 


karsten-bordado2


 


karsten-bordado3